Feeds:
Artigos
Comentários
Sendo a SIDA uma das maiores causas de mortalidade na África, a ABC de Angola não deixa de conscientizar à população

Sendo a SIDA uma das maiores causas de mortalidade na África, a ABC de Angola não deixa de conscientizar à população

Cerca de mil preservativos, inseridos na luta contra a Sida foram distribuídos aos jovens e adultos, pela Associação Beneficente Cristã (ABC), na Ilha de Luanda, de fronte ao Hotel Panorama.

A campanha realizada no passado dia 3 de Maio, teve como objectivo levar o conhecimento à comunidade local, sobre o perigo do vírus do HIV/Sida e outras doenças sexualmente transmissíveis. Na ocasião, psicólogas e activistas formados pela Direcção Provincial da Saúde, disseram sobre o assunto.

A “Tenda da Saúde” compreende o trabalho social, idealizado pela ABC com apoio da IURD, em parceria com o Instituto Nacional da Luta Contra o Sida e a Rede Angolana das Organizações dos Serviços de SIDA (ANASO). A ABC desde o ano passado trabalha na sensibilização, mobilização e doação de preservativos.

De acordo com Benita Aurora, activista formada que falava aos jovens, disse: “estamos a informar acerca desta doença que assola o mundo que é o Sida, e dar a conhecer às pessoas que existe uma solução para tudo na vida, e a melhor forma de se precaverem é usando a camisinha”.

“É de facto um acto educativo principalmente para a juventude que precisa destes conhecimentos sobre como ter relações sexuais saudáveis. Os jovens devem sempre prevenir-se para salvaguardar a saúde, porque muitos morrem por falta de conhecimentos”, disse Zeferino José.

Débora Isata, psicóloga, afirma que a sociedade hoje através dos órgãos de comunicação social, estão informados sobre os cuidados a ter no combate a luta contra o Sida. Já se nota um certo rigor, bom comportamento das pessoas na preservação dessas doenças.

“Devem sempre usar o preservativo no acto das relações sexuais, e terem apenas uma parceira. Devemos ter a cultura de fazer o teste do HIV/Sida, de forma a controlar a nossa saúde nos centros hospitalares que é de forma gratuita”, aconselhou durante a palestra.

Quanto as pessoas que têm o complexo de conviver com pessoas portadoras do vírus do HIV/sida, não devem desprezá-las, porque o vírus não se transmite através do suor, beijo na boca, aperto de mão, piscina, talheres, uso de toalhas, sabonetes, picadas de mosquito entre outros.

Referiu que os objectos cortantes, como: lâminas, giletes também podem estar contaminado. Caso alguém for infectado deve tirar o medo e partir para um tratamento e seguir rigorosamente a medicação.

De acordo com Raquel Reis, presidente da ABC, a sociedade deve precaver-se das relações sexuais ocasionais fazendo o uso do preservativo entre outras medidas preventivas.

Jovens e crianças do Centro “El-Betel”, desfrutaram de um almoço caprichado

Jovens e crianças do Centro “El-Betel”, desfrutaram de um almoço caprichado

Cerca de 300 quilos de alimentos, foram doados, recentemente, ao Centro de Acolhimento “EL- BETEL”, pela Associação Beneficente Cristã (ABC).

Sob o lema “Dia dos Príncipes II”, o encontro que decorreu na sede da ABC, no Morro Bento, reuniu jovens e crianças do Centro EL-BETEL. Na ocasião, receberam roupas novas, calçados, apoio moral, psíquico, emocional e foram sensibilizados sobre a prevenção contra o vírus do HIV-SIDA.

Segundo Adérito Nunda, um dos representante do Centro de Acolhimento, disse “não ser fácil cuidar dos jovens e das crianças, todos eles oriundos das ruas. São crianças e jovens que se drogavam, fumavam liamba e libanga”, afirmou.

O centro existe há três anos, acolhe cerca de 30 pessoas e necessita de apoio nos mais variados domínios. Em entrevista ao Folha Universal, Adérito Nunda, apela à sociedade, no sentido de apoiar com bens de primeira necessidade para além de electrodomésticos.

João Raimundo, de 16 anos, afirmou ser vítima de maus tratos da sua madrasta, por isso, a rua foi a solução, decidiu lavar viaturas e drogar-se. Hoje, acolhido pelo centro sente-se feliz. Estuda a 5ª classe e pensa um dia formar-se para ajudar à reconstrução do país.

Os jovens mostraram-se satisfeitos com o evento e tiveram um espaço no qual exibiram brincadeiras e músicas, seguido de um almoço, preparado pelas activistas da ABC.

De acordo com Raquel Reis, a presidente da ABC, nada para Deus é impossível quando cremos Nele. “E espero que vocês continuem a estudar, a orar muito e respeitarem uns aos outros”, aconselhou durante o encontro.

O evento é o segundo que a ABC realiza com o Centro e nota-se já uma mudança destes jovens e dessas crianças, outrora propensos a actos fúteis. “Graças ao trabalho que temos levado a cabo, muitos destes jovens já regressaram às suas casas e à escola. A ABC continuará a apoiar crianças desse género de três em três meses, com vista a melhorar a situação de vida destas pessoas”, enfatizou.

Atenta às necessidades sociais das comunidades, a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), em parceria com o ministério de Reinserção Social (MINARS), apoiam de forma efectiva a construção de um Centro Infantil Comunitário, na Comuna de Buco N´goio, Município Sede da Província de Cabinda.

A IURD e o MINARS, apoiam este projecto de acção social, com o propósito de atenuar as dificuldades das crianças provenientes das famílias que vieram repatriadas em 1979, da República Democrática do Congo.

Segundo a Directora Provincial do MINARS, em representação do Governador da província, Dra. Aldina Matilde da Lomba, a área que conta com uma dimensão de 1.800m², vai albergar dois pavilhões, uma área de administração, cozinha, dispensa e uma sala de estar.

“Dentro do processo de integração, o centro comunitário infantil vai contribuir para a educação das crianças dos zero aos cinco anos de idade, bem como abrangerá as demais crianças até os 12 anos”, disse Aldina da Lomba.

Na presença do Reverendo João Bartolomeu, do Pastor Felner Batalha e da Ruth Mixinji, Aldina da Lomba salientou, que este empreendimento, cuja a duração é de 180 dias, realiza-se no âmbito da preparação do quarto Fórum Nacional da Criança.

Por sua vez, o Reverendo João Bartolomeu, realçou que o objecto social da Igreja, segundo os seus estatutos é o trabalho espiritual e social. “Este é apenas o começo de uma grande obra, com vista a melhorar a situação da província, com ajuda do Governo e de outros parceiros sociais”, afirmou.

Na sua óptica, ser solidário é entender os problemas dos outros, por isso, tanto o objectivo da igreja como do Governo é comum, dar uma vida condigna aos cidadãos.

Líderes de diversas igrejas na cidade de Benguela, em Angola, enalteceram a iniciativa do governo, através da Comissão para o Desarmamento, de incentivar a destruição de armas de fogo entregues, voluntariamente, à Polícia Nacional, por pessoas que as possuíam de maneira ilegal.

O pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, Félix Manuel, afirmou que a inutilização de material bélico “é um sinal da verdadeira paz que se vive no país, ao cultivar nos corações angolanos a necessidade de se praticar a paz”.

A IURD Angola apoiou a campanha contra o desarmamento

A IURD Angola apoiou a campanha contra o desarmamento

De acordo com a Angola Press, o pastor chamou a atenção dos fiéis da IURD, e de outras congregações religiosas, para que colaborem na sensibilização da população para que continue a se desfazer das armas, visto que a ação contribui para a construção de uma sociedade mais humana.

A Comissão Provincial para o Desarmamento destruiu, na semana passada, somente em Benguela, mais de 300 armas de fogo em ato previsto no programa alusivo ao primeiro aniversário da aprovação do Plano de Ação para o Desarmamento de Cidadãos em Posse Ilegal de Armas de Fogo, assinado em abril deste ano.

A participação da Igreja Universal na campanha tem sido destacada, uma vez que a IURD conta cada vez mais com um número maior de membros. Suas reuniões estão sempre lotadas, como mostra a foto acima.

Os novos bispos da igreja, no momento da consagração

Os novos bispos da igreja, no momento da consagração

O presbitério da Igreja Universal do Reino, presidido pelo seu bispo primaz, Edir Macedo, sob indicação do concelho do episcopado, destacados em Angola, decidiu consagrar a bispos, no préterito dia 29 Março do corrente ano, os pastores: Valente Luís e Jorge Luís.

O acto aconteceu, na manhã de domingo, durante o culto que se iniciou  às 09H na Catedral da Fé do Alvalade, em Luanda, presidido pelo Líder da Instituição em Angola, bispo João Leite.

Com mérito receberam o derramamento do óleo sobre a cabeça, “prova de que foram e têm sido dois verdadeiros guerreiros”, elogiou o líder espiritual.

O ex-pastor, agora bispo, Valente Luís foi, após implantação da IURD no país,  o primeiro pastor angolano. Casado com a dona Eva, já apregoou o evangelho em diversos países como: o Congo, a Costa do Marfim e Moçambique, além das províncias de Malanje, Benguela, Luanda e Namibe.

Por sua vez, o bispo Jorge foi um dos primeiros missionarios da IURD a chegar ao país, ainda num periódo de conflito armado. Casou-se com a dona Fátima, de nacionalidade angolana, e, volvidos cerca de 15 anos, permaneceu fiel aos própositos Divinos.

Ambos passaram por lutas, adversidades,  efrentaram o deserto, foram experimentados e, consequentemente, aprovados por Deus.

Todos os demais pastores, que presenciaram a acto,  regozijaram-se, pelo facto de “companheiros seus de obra” ascenderem ao posto mais alto de suas carreiras eclesiaticas.

O bispo Vante Luís, segundo foi anunciado, assumirá, a aprtir de agora, após a sua consagração, a liderança da IURD no Senegal.

Durante a cerimónia, o bispo João Leite, manifestou sua felicidade ao ver a gloria de Deus, materializada através da consagração dos novos bispos.

“Os Céus estão em festa. Existem espíritos, potestades e principados, que só o bispo pode estender a mão e repreendê-los, neutralizando suas acções malignas. Portanto, quando consagramos um bispo, a igreja se fortalece, cresce e torna-se mais abençoada”, precisou.

ABC futebol de solidariedade

Time dos Artistas

Uma partida de futebol, entre a Associação das Antigas Estrelas de Futebol de Angola (A.A.E.F.A) e os artistas angolanos, foi realizada, recentemente, por iniciativa da Associação Beneficente Cristã (ABC), com o apoio da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD).

O jogo teve como objectivo arrecadar bens de primeira necessidade para acudir os sinistrados do Cunene, devido as fortes chuvas que assolam aquela Província e desalojou várias famílias.

A acção de massa decorreu no estádio dos Coqueiros, no dia 15 do mês em curso, onde estiveram cerca de 20 mil pessoas entre elas jovens da IURD, convidados e o público em geral.

Fizeram parte da equipa dos artistas, o Pedro Nzagi, Kely Silva, Toni Amado, Ernesto Bartolomeu, Big Nelo, Sebem, Luís Kifas, Lawilca, Sumol, Yuri da Cunha, Henriques Narciso, Wime Braúlio “Kizua”, Konde, Kim Fasan “Chico Cachico”, Charles Bwa e Mateus Cristovão.

Enquanto que Joaquim Ribeiro, Miler Gomes, Manuel Martins, Jesus, Napoleão Brandão, Abreu, Abel Martins, Kim Sebas e Santo António, entre outros, formaram a equipa A.A.E.F.A.

A partida terminou empatada a 4 bolas, tendo a equipa dos artistas vencido nas grandes penalidades por 2-1, onde Pedro Nzagi foi eleito o homem do jogo. A palanquinha, mascote do Can 2010, aproveitou o intervalo para entrar em campo e publicitar o campeonato que o país organizará no próximo ano.

Ao acto estiveram presentes o Bispo João Leite, Juvelina Imperial Vice-Governadora para àrea social, Sidónio António representante da provincia do Cunene em Luanda, Fabrício Akwá, entre outros convidados.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.